Não basta apenas uma grande ideia, é necessário colocar em prática de forma estratégica todo o planejamento feito a partir dela. É aí que você, empreendedor, que procura de forma veemente fazer o seu negócio se tornar um sucesso, reúne todo o seu projeto e leva a um banco, para conseguir o valor necessário para realizar seus planos.

Mas você já parou pra pensar que nem sempre os bancos são as melhores opções para se adquirir o suporte para o início do seu negócio? A busca por um investidor pode ser a peça fundamental para a solidez do seu empreendimento, basta tomar alguns cuidados na hora de procurar o investidor para sua startup. Confira no nosso artigo de hoje esses cuidados!

Avalie a flexibilidade do investidor

Além de procurar um investidor para o início da startup, é necessário avaliar se haverá a disponibilidade deste para ajudar na gestão do negócio. Os empreendedores precisam estar predispostos a dividir informações, planos e até funções com quem investirão na empresa.

Selecione o tipo de investidor que deseja

Você precisa saber o tipo de investidor que deseja para sua empresa. Eles são classificados por estágios de capital de risco:

  • Investidor Anjo: buscam empresas iniciantes. O investimento varia entre R$ 50.000,00 e R$ 500.000,00;
  • Investidor Seed Capital: investimento variável entre R$ 500.000,00 e R$ 2.000.000,00.

Escolha o momento certo para procurar investidores

Enquanto você puder empreender por conta própria, sem precisar procurar investidor, continue. Vale a pena. Não é necessário procurar investidores já no início de tudo. Muito pelo contrário: se puder esperar, você poderá avaliar todas essas outras questões com mais tranquilidade e terá menos chances de errar.

Avalie o futuro investidor que escolher para sua startup

Nessa questão, o empreendedor precisa estar pronto para fazer uma avaliação do investidor que escolher para sua startup. Nome limpo, sem qualquer restrição ou processos, saber se já teve startups, saber mais sobre sua reputação no mercado, são todas formas de avaliar se esse investidor será a melhor escolha pra sua empresa.

Conhecer em quais seguimentos já atuou, realizar uma pesquisa na internet ou até mesmo perguntar ao próprio investidor: essa pesquisa irá ajudar a saber se o investidor que você escolheu está interessado em outros fatores que não sejam apenas o retorno financeiro.

Fuja de investidores inseguros

Mesmo que de forma honesta e de boa-fé, alguns investidores podem agir de forma a atrasar o processo de crescimento da empresa quando decidem atuar. Você pode identificá-los quando houver questionamentos desnecessários ou exigências excessivas. Não confunda investidores cautelosos com os inseguros. Os cautelosos pedirão dados e informações justamente com intuito de priorizar a segurança, pois sendo um investimento de risco, ele precisará de dados que comprovem sua idoneidade e corroborem seus projetos.

Por outro lado, um investidor inseguro estará mais preocupado em reuniões excessivas, dará importância a aspectos menos relevantes, exigindo informações sobre pessoas que não impactam o projeto, e isso tudo trará atraso ao processo da empresa.

Personalidades compatíveis

Pode soar estranho, mas avalie se há uma interação social na conversa e no modo pessoal do futuro investidor de sua startup. Se notar que a conversa vai pra um lado mais egoísta ou desconfiado, fique certo de que essa relação não dará certo.

É imprescindível que a convivência entre empreendedor e investidor seja a mais harmoniosa possível. Note que não estamos dizendo que eles devem ter o mesmo tipo de personalidade que você, as mesmas ideias ou concordar em tudo. Há momento para tudo, e ocasião para cada ato na empresa; porém, as diferenças entre vocês devem ser com foco complementar e não sinônimos de desacordos frequentes.

Essas são algumas dicas que valerão a pena na hora de procurar investidor para sua startup. Quer saber mais sobre o assunto? Siga nosso perfil no LinkedIn e participe dos grupos de discussões.